No pictures in gallery
bio

Ondina Pires [desde 2008]

Nascida numa madrugada tempestuosa, a 9 de Novembro, no centro de Lisboa, a pequenina Ondina Pires depressa mostrou a sua estirpe “escrevinhadora” ao embelezar as paredes da c asa materna com rabiscos esotéricos. Mais tarde, na primeira classe, deu brado ao encher os cadernos de borrões de tinta azul marca Cisne, o que lhe valeu umas valentes chineladas – estava escrito no céu que ela não ficaria por aqui...

Quando adolescente, gostava de ler tudo o que lhe aparecia à frente dos olhos, o que resultou numa galopante miopia e numa fome devoradora de referências. Começou então a escrever contos de humor negro. Enquanto oscilava entre as artes plásticas, a música e as letras fazia sondagens de porta em porta a fim de ganhar dinheiro para ir ao cinema – completamente apaixonada pela 7ª arte!

Enveredou pela Universidade Clássica de Letras de Lisboa porque a secretaria de Belas-Artes estava fechada naquela sufocante manhã lisboeta. Depois tirou as licenciaturas, trabalhou que nem uma condenada, esteve envolvida em projectos musicais, escreveu para a revista Umbigo, publicou uma estória/BD na Crica Ilustrada conheceu cicrano e beltrano, pintou a manta, fez o mestrado em Estudos Americanos e, por fim, vendo que já não conseguia “crescer” mais em Portugal, partiu para o degredo londrino.

Aqui, nesta cidade gigantesca, dura e pragmática, a Ondina desbrava caminhos eriçados de espinhos mas também de prometedoras luzes ao fundo do túnel. Ensina a língua de Camões aos nativos do Reino Unido e outros quejandos, prepara o lançamento das suas jóias, enriquece os seus conhecimentos de motocicletas vintage e escreve com afinco as Crónicas de Londres. O seu livro Scorpio Rising : Trangressão Juvenil, Anjos do Inferno e Cinema de Vanguarda publicado pela Chili Com Carne foi escrito com muito pundonor e carinho, e sem dúvida alguma que será a revelação literária do século XXI.

Foi assim que a conheci sempre – uma autêntica operária intelectual e amiga da boa cozinha portuguesa. Um grande bem haja!
[texto assinado pelo Grilo Falante no ano de 2009] 

Bibliografia Scorpio Rising : Trangressão Juvenil, Anjos do Inferno e Cinema de Vanguarda (Chili Com Carne + Thisco; 2009), Victor Gomes : Juntos Outra Vez (ed. de autor; 2014), Fátima Kitsch : Outra estética (Fronteira do Caos; 2017) Colectivo: CriCa Ilustrada 3/3 (com bd, Chili Com Carne; 2005), Futuro Primitivo (com música, Chili Com Carne + You Are Not Stealing Records; 2011), Zona de Desconforto (c/ bd, CCC; 2014)