No pictures in gallery
bio

Tiago Baptista [desde 2012]

[n. 1986, Leiria] licenciou-se em 2008 em Artes Plásticas na ESAD nas Caldas da Rainha onde começou a publicar fanzines em 2005. Em 2006 fundou a editora Façam Fanzines e Cuspam Martelos onde publica trabalhos seus no fanzine Cleópatra, e na forma de colectivo no fanzine Preto no Branco.

Vencedor do Prémio Aquisição Amadeo de Souza-Cardoso 2015 e do Prémio Fidelidade Mundial Jovens Pintores em 2009. Das suas exposições destacam-se em 2016 Obscuro ver, Edifício do Banco de Portugal, Leiria e Questionamentos, Palácio Vila Flor em Guimarães e na Sala de Arte Joven em Madrid; em 2015 A pequena realidade, Galeria 3+1, Lisboa; em 2013 Prémio EDP Novos Artistas, Fundação EDP e Casa da Música, Porto, Under the influence of, João Cocteau, Berlim; em 2012 Tem calma, o teu país está a desaparecer, Galeria Zé dos Bois, Lisboa; em 2011 Guimarães Arte Contemporânea 2011, Palácio Vila Flor e Laboratório das Artes, Guimarães; em 2010 A culpa não é minha - Obras da Colecção António Cachola, Museu Colecção Berardo. Em 2013 participou na residência artística da Culturia em Berlim e desde 2010 está em residência artística na Galeria Zé Dos Bois.

Em 2012 a publicação Fábricas, baldios, fé e pedras tiradas à lama co-editada pela Oficina do Cego e pelo colectivo a9)))) ganhou o Prémio de Melhor fanzine do Festival Amadora BD, que compilava bandas desenhadas suas feitas entre 2008 e 2012. Participou no livro Zona de Desconforto e foi o vencedor do Toma lá 500 paus e faz uma BD! (de 2016)

tiago_baptista.jpg 
foto : Catarina Domingues


Bibliografia
Fábricas, baldios, fé e pedras tiradas à lama (Oficina do Cego + a9)))); 2012); Stalker (col. O filme da minha vida, Ao Norte; 2015); Imagem Viagem (co. Toupeira Comix, Bedeteca de Beja; 2016) colectivos: Zona de Desconforto (Chili com Carne; 2014)

web: bloguedotiagobaptista.blogspot.pt