No pictures in gallery
bio

José Smith Vargas [desde 2014]

[n. 1981, Lisboa] Frequentou durante o ano de 2000 um curso de banda desenhada na Fundação Calouste Gulbenkian e licenciou-se em 2007 em pintura na Escola Superior de Arte e Design das Caldas da Rainha. A partir daí distanciou-se do universo das artes plásticas (leia-se arte contemporânea) para operar em terrenos mais transversais e comunicativos como o cartaz, a ilustração, a BD, o mural e o design. 

Desde muito cedo que colabora com a Chili Com Carne - desde a seminal antologia Mutate & Survive até à recente Zona de Desconforto -e nas revistas Buraco e Alambique; e publica uma prancha regular no jornal Mapa.

Em 2011 integra a pequena produtora Associação Terapêutica do Ruído onde produz cartazes para concertos e outros materiais gráficos - ainda na área da música, integrou em várias bandas como Mal D'Vinhos, Focolitus e Casal de Leste. Desenvolve oficinas na área da banda desenhada. Tem em preparação um álbum sobre a Mouraria e uma adaptação de reportagens do escritor Raul Brandão, projecto esse vencedor do concurso Toma lá 500 paus e faz uma BD! 

greatsmithstreet.jpg

bibliografia (zines auto-editados) Soka (2000), Avelino Cidade (2005), O Fígado da República (2010) (colectivos): Mutate & Survive (Colecção CCC #2, Chili Com Carne; 2001), CapitãoCrica Ilustrada (Mesinha de Cabeceira #19, CCC; 2005) Destruição ou bandas desenhadas de como foi horrível viver entre 2001 e 2010 (Colecção CCC #10, Chili Com Carne; 2010), Escrever Devagar (c/ Miguel Castro Caldas, Casa da Achada; 2012), Inverno (Mesinha de Cabeceira #23, Chili Com Carne; 2012), Zona de Desconforto (LowCCCost 3, CCC; 2014), Quadradinhos : Looks in Portuguese Comics (Treviso + MiMiSol + CCC; 2014)

 
web: josesmithvargas.blogspot.com