Rui Eduardo Paes [2012]

Com mais de 30 anos de actividade repartida entre o jornalismo cultural, a crítica de música e o ensaísmo teórico, Rui Eduardo Paes é autor de vários livros sobre as músicas criativas, cobrindo o leque de tendências que vai do avant-jazz à música experimental, passando pelo rock alternativo, a música contemporânea, a new music, a música improvisada e a electrónica. É o editor da revista jazz.pt. É membro da direcção da associação Granular, dedicada à promoção do experimentalismo na música e nas artes audiovisuais e performativas portuguesas.

Vem colaborando com instituições como Fundação de Serralves, Fundação Calouste Gulbenkian, Culturgest e Casa da Música na elaboração de textos de apoio e folhas de sala. É o autor dos press releases da editora discográfica Clean Feed. Foi um dos fundadores da Bolsa Ernesto de Sousa, presidida pelo compositor e cineasta Phil Niblock (Experimental Intermedia Foundation), de que é membro permanente do júri em representação da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Assessorou a direcção do Serviço ACARTE da Fundação Calouste Gulbenkian e integrou o júri do concurso de apoios sustentados do Instituto das Artes / Ministério da Cultura para o quadriénio 2005-2008.


Bibliografia Ruínas : A Música de Arte no final do Século (Hugin, 1996); A Orelha Perdida de Van Gogh (Hugin, 1998); Cyber-Parker (Hugin, 1999); Phonomaton : as novas músicas do início do Séc. XXI (Hugin, 2001); Stravinsky morreu : devoções e utopias da música (Hugin, 2003); Bestiário Ilustríssimo (Chili Com Carne + Thisco; 2012); "a" maiúsculo com círculo à volta (Chili Com Carne + Thisco; 2013); Bestiário Ilustríssimo II : Bala (Chili Com Carne + Thisco; 2015); Evan Parker - X Jazz de André Coelho (prefácio, Chili Com Carne + Thisco; 2015); Anarco-Queer? Queercore! (Chili Com Carne + Thisco; 2016)

web: rep.no.sapo.pt

 

Nenhuma imagem na galeria